Binho Ribeiro


Fabio Luiz Santos Ribeiro, ou Binho Ribeiro como é conhecido, começou a desenhar quando pequeno e com a experiência que teve se tornou um dos maiores nomes de street art no Brasil e no mundo. O artista conquistou e continua conquistando respeito por onde passa: Santiago, Buenos Aires, Tokyo, Osaka, Paris, Los Angeles, New York, Turim, Rochester, Cape Town, Hong Kong, Beijing, Amsterdan, Bruxels, Beirut, Accra e muitos lugares do Brasil já foram palco para a arte de Binho. O skate e o hip hop foram suas maiores influências desde o início de sua carreira. Ele não conquistou seu grande nome somente por causa de seu talento, mas também porque foi um dos pioneiros nesse estilo de arte, começou em 1984. Ele não se limita somente em cenografias, Binho também fez artes para embalagens de produtos.

Fabio Luiz Santos Ribeiro (1971), a.k.a. Binho Ribeiro, é um dos precursores da street art no Brasil. … Suas obras ganharam espaço tanto nas ruas quanto em galerias pelos quatro cantos do mundo.

Quando ele começou a sua carreira

Binho Ribeiro faz graffiti desde 1984, primórdios do movimento da arte de rua no Brasil. Hoje é um dos mais reconhecidos no país não apenas pelo trabalho consistente que nunca parou de fazer nas ruas, mas também pelo apurado trabalho em telas e curadoria de grandes projetos envolvendo a, como o Museu Aberto de Arte Urbana de São Paulo (MAAU), o primeiro museu aberto de arte urbana do mundo, e a Bienal Internacional Graffiti Fine Art, hoje a mais completa bienal de arte urbana do mundo.

Que impacto ele causou ao mundo

Fabio Luiz Santos Ribeiro (1971), a.k.a. Binho Ribeiro, é um dos precursores da street art no Brasil. Influenciado pelo movimento mais intenso que vinha dos guetos de Nova York em meados dos anos 80 (especialmente dentre os grupos de hip hop, skate e break), ao lado de amigos da cena paulistana, Binho começava a cavar seu espaço não só no Brasil, como desde cedo já aproveitava viagens pela América do Sul para deixar sua marca pelos muros.

De lá pra cá, seu aprimoramento técnico foi acompanhado da profissionalização. Suas obras ganharam espaço tanto nas ruas quanto em galerias pelos quatro cantos do mundo. Tóquio, Los Angeles, Nova York, Paris, Turim, Rochester, Cape Town, Hong Kong, Beijing, Amsterdã, Bruxelas, Beirute, Santiago, Buenos Aires, Osaka, Accra, dentre muitos outros países, além de praticamente todos os estados brasileiros já foram palco de seu trabalho.

Criou uma produtora cultural para estruturar e difundir a arte urbana no Brasil, desenvolve projetos personalizados para empresas como Johnnie Walker, Burn (Coca-Cola Company), P&G, Ford, Nestlé, além de parcerias com grandes artistas internacionais como Madonna.



Back to top

Seja bem vindo ao Movimento MIC! Mantenha-se atualizado assinando nossa Newsletter e seguindo nossas redes sociais!

Follow us